Notícias
18/04/2013 15h35 - Atualizado em 18/04/2013 15h35
Governo do Amapá dá encaminhamento às reivindicações dos povos indígenas do Estado
Elder de Abreu
elderdeabreu@hotmail.com
Da Redação - Agência Amapá
A-A+ Tamanho da Letra

Confira outras fotos: clique aqui.Na véspera do Dia do Índio, comemorado em 19 de abril, o Governo do Amapá promoveu um encontro entre gestores estaduais e lideranças indígenas para conhecer as principais reivindicações das etnias espalhadas pelo território amapaense. A reunião ocorreu na manhã desta quinta-feira, 18, no auditório do Museu Sacaca.

Na ocasião, caciques e representantes das três regiões onde se encontram as aldeias do Estado entregaram ao governador Camilo Capiberibe documentos contendo as principais solicitações e problemas enfrentados pelos índios do Amapá. Educação foi o mais reivindicado. Os índios querem novas escolas dentro das aldeias e reclamaram do atraso de alguns convênios.

A secretária de Estado da Educação, Elda Araújo, disse que os convênios estão emperrados em razão da falta de prestação de contas da entidade responsável pela execução dos recursos. Ela também apresentou os projetos de três novas escolas a serem edificadas em aldeias do Estado.

O representante da Secretaria de Estado da Infraestrutura, Edvan Barros, enfatizou que 21 estabelecimentos de ensino, dos quais dois serão entregues até julho deste ano, estão sendo construídos nas três regiões onde se encontram as terras indígenas do Estado.

Os índios também pediram auxílio na regularização territorial. Segundo denúncia dos Waiãpis, novas demarcações que limitam os assentamentos federais estariam invadindo o território indígena e também a área da Floresta Estadual do Amapá (Flota).

O diretor-presidente do Instituto do Meio Ambiente e de Ordenamento Territorial do Amapá, Maurício de Souza, disse que, em conjunto com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) e Instituto Estadual de Florestas (IEF), vai intervir junto ao Incra para tentar conter o avanço dos assentamentos em direção as terras indígenas.

As lideranças cobraram ainda melhorias de transporte e saúde, questões que o governador irá encaminhar às devidas gestões. Camilo Capiberibe comunicou que o governo continua articulando a permissão da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para liberação de voos de uma aeronave Bandeirante que auxiliarão no trânsito para as aldeias do Parque do Tumucumaque.

Ele determinou também como prioridade a reestruturação da rede de atenção à saúde indígena, com o apoio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Durante o evento, o secretário extraordinário dos Povos Indígenas, Coaraci Maciel, lembrou a retomada do apoio às etnias.

"Passamos alguns anos esquecidos pelo poder público, mas o governador Camilo, desde que assumiu, voltou a olhar para nós, índios. Ainda falta muito por se fazer, mas a avaliação que a gente faz do apoio do governo é positiva", enfatizou.

Camilo Capiberibe anunciou que, na semana passada, o governo entregou ao Dnit projetos de compensações e remanejamento de seis aldeias localizadas no entorno da BR-156, que deverão deixar o local por conta da pavimentação. Ele também lembrou que nestes dois anos de administração foi feito um resgate da identidade e da cultura das diferentes etnias indígenas existentes no Amapá.

"Retomamos os Jogos Indígenas, que ganharam destaque nacional no ano passado, e aplicamos vários investimentos em educação e na melhoria da estrutura das aldeias. Estamos também muito orgulhosos de poder entregar uma escola, na aldeia de Santa Isabel, exatamente no Dia do Índio. É o nosso presente a eles", pontuou o governador.

Inauguração

Nesta sexta-feira, 19, o Governo do Amapá inaugura a Escola Estadual Manoel Primo dos Santos, na aldeia Santa Isabel, no munícipio de Oiapoque. O estabelecimento de ensino é estruturado com seis salas de aula, banheiros, cozinha e bloco administrativo.

Elder de Abreu/Secom

Cadastre-se para receber o Boletim Eletrônico
Nome
E-mail
Assessorias
Secretaria de Estado da Comunicação